quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

Feliz Natal e óptimo 2011 !

Que a minha estrela nunca pare de brilhar!

Que sigas a tua sempre que quiseres.
Que eu nunca deixe de acreditar,
e que tu nunca te esqueças que ela está lá!
Que muitos reconheçam que o Natal
está muito além do material.
Que as mudanças aconteçam
e que as atitudes sejam com peso e medida
que a paz e o amor sempre permaneçam...

Que todos os vossos "que" sejam realizados.


palavra chave: acreditar

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Por vezes...

Por vezes dá vontade de arrumar os capítulos e subcapítulos e fecha-los neste livro para que nunca mais seja aberto…para que nunca mais sejam capazes de acrescentar o quer que seja nesta historia que por vezes doi em ler.
Por vezes adormeço ansiar a chegada a um porto seguro em que ouse caminhar de olhos fechados…em que finalmente acorde e repouse numa paisagem calma e não lembre mais os tempos à deriva…
Por vezes ganho força na estrela que brilha…outras caio e quase não vejo a sua luz…por vezes fico no meu cantinho para que não me leias o medo…bem quietinha…para que não dês por mim …

Por vezes finjo ser bem forte…talvez chegue acreditar neste fingir…
...Diz-me onde estás que vou querer lá chegar! ...
...Diz -me a palavra chave que vou usá-la! ...
.... Diz-me se posso ter e agarrar sem medo a tua mão!

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

"Fico feliz quando dás um pouco mais de ti...."



‎"Deixa cair o véu prometo não cairá o céu. Deixa-te revelar prometo a música vai-te embalar...deixa-te levar de olhos fechados...Saboreia o diaaaaaa..." :)

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Será!

"Alguns dos filósofos dizem que uma coisa só é verdadeira quando o for em pensamento, palavra e acto".

Se assim for falta pouco para estar próxima de uma coisa verdadeira!

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Não há tempo?
Não há espaço?
Não…não há nada!
Quando penso que já não há mesmo nada, vejo que afinal há sempre um tempo que se acha, um espaço que se encontra e um tudo que se conta.

Há sempre um sinal que nos faz despertar. Eu sei que continuas aí e que vais estando!

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

sábado, 6 de novembro de 2010

Embala-te...



sabe bem ouvir...

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

O Perdão

"O perdão é um processo, não é um fim. Em cada momento, precisamos de perdoar algo, quer seja a nós, aos outros, aos acontecimentos, às instituições."

Lhaleakala Hew Len
Nunca é cedo nem tarde para o fazer...

segunda-feira, 1 de novembro de 2010

As palavras

São como um cristal,
as palavras.
Algumas, um punhal,
um incêndio.
Outras,
orvalho apenas.
Secretas vêm, cheias de memória.
Inseguras navegam:
barcos ou beijos,
as águas estremecem.
Desamparadas, inocentes,
leves.
Tecidas são de luz
e são a noite.
E mesmo pálidas
verdes paraísos lembram ainda.
Quem as escuta? Quem
as recolhe, assim,
cruéis, desfeitas,
nas suas conchas puras?

Eugénio de Andrade

terça-feira, 12 de outubro de 2010

Resultado

À tristeza da alma, junta-se agora a fraqueza do corpo.

E agora , o que faço com este somatório?

quarta-feira, 6 de outubro de 2010

"O passado é história, o futuro um mistério e o presente uma dávida".

A história foi o que foi e em nada podemos alterá-la. Resta-nos, agora, saber lê-la.
O futuro alimenta-nos a esperança de (re)começar o que não tivemos oportunidade no passado. Precisamos apenas de querer descobri-lo com a maior magia para que tenha um encanto especial.
Mas nada vale tanto como o momento único do presente e, por isso, ele é uma dávida que devemos aproveitá-la sem pensar na história do passado e no mistério do futuro.
Por vezes esqueço-me e não agradeço esta dávida tão valiosa que a vida me vai prendando...

quinta-feira, 16 de setembro de 2010

Talvez

"As pessoas vão surgindo na nossa vida, conforme formos estando preparadas para elas"

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

?

Falta-me algo…não sei bem o quê ou talvez não queira. Era algo que vinha disfarçado no ar, que me invadia o ser e me transformava em cada inspiração. Era apenas a tua presença, sobre a tua ausência, envolvida no ar. Muitas são as vezes que fecho os olhos para te sentir assim, para poder deitar-me e adormecer mais descansada.


Tento resistir à inquietação que me puxa, sobretudo em cada vez que estou desprevenida, e me quer arrastar com essa melodia tão perfeita que me deixa num ser bem mais tranquilo…eu tento!

Mas minha calma pertence-te.

sexta-feira, 20 de agosto de 2010

Há remédio?




"Saudade é sentir que existe o que não existe mais"
                                                                                                               Pablo Neruda

terça-feira, 17 de agosto de 2010

segunda-feira, 16 de agosto de 2010

Quando se gosta repete-se!

...Monsaraz...
Onde nem as fotos conseguem mostrar o quanto há para se ver e sentir!




"Se a tranquilidade da água permite refletir as coisas, o que não poderá a tranquilidade do espírito?"

terça-feira, 10 de agosto de 2010

Para ti...

Para ti que me lês…para ti que escreves entre linhas e não me deixas ler sempre que quero e preciso…para ti escrevo...para ti guardo o meu silencio ou visto as palavras de fantasia.
Enquanto deixas o teu corpo caído sobre o sofá envolves o teu olhar no céu e acabas por adormecer com um sorriso nos lábios enternecido com o último olhar sobre a estrela que brilha lá longe. Deixaste envolver pelo sonho onde te aconchegas num abraço que te faz sentir mais seguro…sim, fixaste no sonho que dizes ser a forma de nos encontrarmos e eu também te abraço assim para que sintas que estou contigo, mesmo longe. Para sempre talvez não mas enquanto precisarmos de um embalo bem suave, em segredo, estarei aqui para te fixar o chão.

sexta-feira, 6 de agosto de 2010

Abraça-me para que eu tenha a coragem de partir!

Já com a vontade de um regresso quero levar comigo a segurança de um abraço para que seja mais facil de partir e de olhar para trás, apesar de não o fazer antes que as imagens sequem bem na minha mente, apenas para que eu não as manche com as lágrimas de saudade que vão escapando sobre os lugares que passo e as pessoas que lembro...levo-as comigo lá para bem longe...fazem parte de mim!
"Momentos que passam saudades que ficam"

domingo, 25 de julho de 2010

Paz...

A minha paz é procurada com o rio aos pés e o olhar no céu…não me quero livrar de nada…pelo menos de nada que me tenha feito bem. Quero apenas um ponto de equilíbrio. Não preciso de te procurar eu sei…no fundo não há distância que nos separe…o nosso encontro será sempre este (o céu). Será impossível olhá-lo de outra forma. Lá ao fundo, a luz da ponte Pedro e Inês dão brilho ao escuro do rio. Agora parou tudo. Tudo, até a respiração ficou bem lenta, apenas para poder sentir o último abraço que deixaste em mim. E agora, apesar do tempo e do lugar, aconchego-me e ainda o sinto envolvido no mesmo silêncio. Vou agarra-lo sempre que precisar e vou querer pensar que afinal não tinha razão. Que a despedida não tinha representado a incerteza de uma volta.
A minha paz passa pela tua...

sexta-feira, 23 de julho de 2010

Primeiro estranha-se depois entranha-se...

é o que diria de determinadas experiencias e/ou pessoas...

segunda-feira, 19 de julho de 2010

tao perto e tao longe

Segura-te bem a essa corda que teima baloiçar. Agarra-a com força e não olhes para o que ficou para trás. Não o faças, não antes de conseguires sentir o pé firme. Nada passa como o vento nem nada fica como o céu. Por isso vamos ficando com o nos resta e sermos felizes com o que temos, deixando o vento levar aquilo que nos faz mal e permitindo ao céu  mostrar-nos o que queremos ter por perto para nos sentir mais seguros. Ainda que seja bem de longe faz falta vê-lo para abraçar com o olhar a estrela que brilha lá longe... assim é bem mais fácil continuar caminho!
Assim é possivel sentir a presença que precisamos! Ao menos assim...

Tao longe e tao perto!

Enquanto houver céu vemo-nos em qualquer lado!

terça-feira, 13 de julho de 2010

dias

Há dias e dias...hum..hoje foi um misto de experiencias que de certa forma me embrulharam...
Eu fui embrulhada e desembrulhei. Poderia contar o grande episodio de hoje que realmente nao acontece todos os dias nem a qualquer um...bem mas vou deixar isso para uma coisa que tenho de tratar esta semana que se chama relatorio de estagio. Um pouco a parte disso só digo que realmente é engraçado quando damos por nós a rir-nos para tudo...sim para tudo mesmo, desde por as pessoas a sorrir do tipo que vai aquela tola a rir-se sozinha recebeu boa noticia de certeza...aos simples objectos ,pois se pensassem diriam que tonta é esta que esta aqui a mostrar-me assim os dentes sem mais nem menos..pois...não sei que me deu...mas hoje estava assim...talvez por pequenas coisas, vindas de pessoas tao grandes na minha vida.

vou continuar à procura dessas coisas pequenas nas grandes pessoas! eheh
Sabe bem.

segunda-feira, 12 de julho de 2010

se...

Se o tempo parasse dir-te-ia ao que ia, contar-te-ia o que esperava, explicar-te-ia que a implicância era por carinho, perguntar-te-ia porque sorris tu dessa forma. Lembrar-te-ia que queria ficar na tua companhia por muito mais tempo, pedir-te-ia para ficares mais um pouco . Era só mais um pouco...Queria continuar aprender para além do que já me ensinaste. E no fundo aprendi… ou melhor aprendo!
Porque avançou o tempo tão rápido sem me deixar fazer o tanto que queria? Ai se o tempo parasse e me desse tempo…lancei as palavras ao vento para que ele te leve o quanto tinha para te dizer…ele entregou-tas?




Agora agarro com toda a força o sorriso que deixas-te cravado na minha razão. é com essa mesma força que vou continuar caminho alimentada no tanto que me ensinas-te e me fizes-te acreditar...sinto-te comigo e isso basta.

sexta-feira, 9 de julho de 2010

Coldplay - See You Soon

saudades!

Vou deixar coisas bem guardadas no silencio.

domingo, 4 de julho de 2010

quarta-feira, 23 de junho de 2010

Linda!




Espera! Senta-te, ouve um pouco desta batida bem forte, consegues ouvi-la? Se queres mesmo ouvi-la presta bem atenção não tenhas pressa, não faças rabiscos do que queres ver, limita-te olhar o que realmente se cruza perante os teu olhos.

Olha o céu onde nos cruzamos todas as noites, onde fazes dele a tua bússola e sorri…não estás só.Sim e tu sabes que não.
O teu caminho é apenas a tua escolha…escolhe a tua estrela, aquela que te cativa e segue-a…vai devagar, bem devagrinho para que ela não se assuste com as tuas passadas…não tenhas medo, confia. Quando menos esperares estarás a tocar naquela que te parecia tão distante e inatingível, quando menos esperares vais tocar no tesouro mais precioso. Delicia-te e guarda-o muito bem guardado para que ele não te volte a escapar como areias finas por entre os dedos.

Deixa-a brilhar!

terça-feira, 22 de junho de 2010

Alanis Morissette - All I Really Want

Citação

" Não existem segredos inconfessáveis nem perdões impossiveis"




Será?

(Por entre passos apressados e os livros  que me cruzei saltou-me à vista esta citação.)

domingo, 20 de junho de 2010

quinta-feira, 10 de junho de 2010

Faz..

Tempo parado faz gelar,momento perdido faz chorar, ausencia faz parar ...tudo faz e nada fica feito. Não é tempo de momento nem momento de tempo...

segunda-feira, 7 de junho de 2010

Ana Moura- "No Expectations" ao vivo no Barreiro

Slumdog Millionaire - Trailer




É qualquer coisa!

Exemplo  de que  a vida é uma autentica bola!

sábado, 5 de junho de 2010

quarta-feira, 2 de junho de 2010

Questão

Mexer no que está quieto é ou não boa ideia?

quinta-feira, 27 de maio de 2010

terça-feira, 25 de maio de 2010

Cansaço

Pesam-me os olhos de cansaço de ver a bola de pingue-pongue a saltar de um lado para o outro. Estou cansada. Quero e preciso de dormir. Mas falta-me ...o essencial que deixei cair algures. Já refiz o caminho mas não encontro nada. Procuro ora no silencio, ora na música que toca agora mesmo, em nada mais me resta procurar…

Talvez não valha mais apena voltar atras...ou talvez não me canse de o fazer...poderei não estar a ver bem...

sexta-feira, 21 de maio de 2010

sexta-feira, 14 de maio de 2010

quinta-feira, 13 de maio de 2010

Citação

"Há três coisas na vida que nunca voltam atrás: a flecha lançada, a palavra pronunciada e a oportunidade perdida."

terça-feira, 11 de maio de 2010

...

Saio pela porta que se abriu com o vento e bato-a com força para que ela fique bem fechada com a minha saída. Talvez não volte. Na rua paira o silencio da noite envolvido no segredo que confiei às estrelas e as folhas fazem remoinho como se arrumassem o que em mim se encosta, mas consegui agarrar o que realmente me aquecia. Deitei-me bem mais quente por te ter sentido, brilhas-te bem longe e ficas-te bem perto. Retomas-te o teu lugar onde repousas dentro da tua tranquilidade e pedes o teu equilíbrio, desenhado sobre os traços que decidiste fazer…talvez a noite volte a cobrir-me com a presença das estrelas e a porta se volte abrir com a força do vento. Eu ficarei debruçada sobre elas para poder olhar para as pessoas especiais . Que essa estrela que brilha dentro de ti não se apague e consigas permanecer  nela.

segunda-feira, 10 de maio de 2010

Sorriso seguro.

Ainda permanece o sorriso que deixas-te no rosto desde a última vez que te peguei a mão, e ainda perguntas a quem vês passar como estou e quando me voltarás a ver…mal sabes que estamos bem perto…tu sabes que continuo perto…um dia contarei novamente os quilómetros e as horas para te voltar a ver sorrir, para te apertar a mão e por fim para te deixar um sorriso alimentado de esperança. Não, não foi ilusão nem tão pouco um sonho, a realidade continua, embora afastada dos olhos mas perto do coração. Vou dando corda a esse relógio que faz tum, tum, tum dentro de ti e que não deixará de funcionar por falta dela com certeza. O tempo para ti não passa, mas eu não me esqueço de ti, um dia aparecerei na mesma porta que me viste partir com o mesmo sorriso e o mesmo carinho. Levar-te-ei a passear à rua bem devagarinho, iremos comer folhados de maçã, contar-me-ás mais umas das tuas histórias que tanto te fizeram feliz e outras tantas que te marcaram o rosto. Sim, é verdade a pequena jovem não ficou só de passagem e um dia voltará para a recordares bem de perto, porque não estás só nem muito menos esquecido. Continua a segurar esse sorriso que te deixei até ao dia  em que me voltarás a ver.

sexta-feira, 7 de maio de 2010

quinta-feira, 6 de maio de 2010

end?

O tempo passa mas o momento ficou parado. O lugar é sempre o mesmo apesar de todas as mudanças que queiram fazer. Foi lá. Foi lá que parei coma minha revolta. É lá que relembro que já nada posso fazer. Mostraste-me tanto! Não hei-de passar sem reparar e sem pensar no “se”, não hei-de olhar para o sol sem recordar o teu sorriso e cada vez que fechar os olhos hei-de ouvir a tua voz como se fosse hoje. Peço tanto que a minha memória não me tire o tudo que tenho. Agora olho o céu é quanto me basta para te sentir perto, olho o mar para respirar fundo e conseguir continuar caminho e a ti dedico todo o meu esforço de continuar como se estivesses mesmo ao meu lado, e estás…mas queria tanto voltar a ver-te, falar-te…queria tanto que voltasses a dizer o meu nome e a pedir para esperar…a ti dedico as minhas vitorias. Porque apesar da falta dos sentidos eu sei que estás por perto para me proteger, entre as quatro paredes ainda te sinto, no vento que me bate na cara ainda te beijo e no relógio que olho ainda te espero...no fundo eu sei…ou não quero saber que o passado escapou-me por entre os dedos…com uma ultrapassagem infeliz.
Agora resta-me saber continuar a construção que começas-te...porque  há coisas que não tem fim.






(O tempo passa mas o essencial fica e tu serás sempre tu, não sao preciso datas...e nao é preciso recordar, simplemente porque há coisas que nunca são esquecidas)

sexta-feira, 30 de abril de 2010

quarta-feira, 28 de abril de 2010

O mar...



Há alturas que tem mesmo que ser...há outras que simplesmente me apetece. Procuro estar junto dele...porque gosto, faz-me bem, preciso...para meditar em duas coisas pelo menos.Ouso agora pegar no cliché das pegadas que deixam na minha vida, mergulhar na saudade é inevitavel... mudaria ou/acrescentaria  também a palavra "patadas", mas essas também fazem  falta...embora doam...a bondadade também se educa e deve ser essa uma das formas. O importante é aprendermos sempre...espero aprender, para nao ser mais marcada com patadas do que pegadas.

O mar é e será sempre o mar...por muitas razões...:-)

sábado, 24 de abril de 2010

E se...

Passamos a vida a usar os "se" para falar do passado e do futuro...como se valesse de alguma coisa...muitas são as vezes que usamos e abusamos do "se" ...como se no fundo houvesse algum poder se estes se aplicassem.

E se deixassemos os "se" na nossa vida?

sexta-feira, 23 de abril de 2010

Thanks

Há alguém tenho que dizer um obrigada!


Pelas palavras escritas à mão, pela originalidade onde foram escritas, pelos momentos e por este desenho querido...é que receber cartas ainda sabe bem!


eheh

Um cantinho

Num cantinho  replecto de traquilidade e de uns quantos sentidos que curam a alma, onde ainda a minha mente não imaginava voar, bati lá com o vento que me levou num andamento calmo.
Foi uma paragem confusa em busca de umas quantas respostas, de umas quantas perguntas e umas quantas coisas que nem vale a pena enumerar...O certo é que trouxe multiplicado o que levei.
Multplicado? Bem talvez não perceba nada de matemática, pois o total dá-me muito mais.
Regressei ao meu cantinho que nao se compara e só agora me apercebi do que trouxe comigo, sobretudo do sorriso, da partilha, do melhor de um abraço...bem...do sabor de um momento ou de muitos.
Obrigada...bem talvez esta palavra faça sentido, talvez não...talvez tenha que ser eu mesma a dize-lo!
A ti que me deste a mão e me mostras-te o caminho e a ti que não te esqueceste de mim e cujo o sorriso vestido de "roxo" irradia tudo à volta e também a uns quantos que preenchem a minha vida à sua maneira, tenho a dizer : Obrigada por estarem ao meu lado, por sorrirmos juntos!


Reguengos de Monsaraz será sem dúvida para voltar o quanto antes....todas as palavras seriam poucas para dizer o quanto tenho guardado no meu coração...talvez me expresse melhor para quem partilha do mesmo que os meus olhos viram. Não só me marcou a paisagem inconfundivel mas também as pessoas que julgava eu já não existirem...sim falo de pessoas que se vestem de humildade, carinho, afeição, amizade, sinceridade...pessoas que fizeram de mim uma rapariga de cheia de sorte por as ter conhecido.



domingo, 18 de abril de 2010

sexta-feira, 16 de abril de 2010

Lição

As aulas de Geografia do secundário já lá vão algum tempo, mas ainda hoje recordo bem a minha professora cujo nome era Aurelina. Ela era simplesmente única em tudo.
Bem, supreendia aula após aula...mas a verdade é que por entre as brincadeiras e os comentários malucos que fazia muita coisa era acertada e uma delas ainda hoje me lembro e acho que é digna de ser meditada por toda gente que é:

O que é que eu vou fazer hoje para ser feliz?

Dizia ela para nunca nos esquecermos desta frase, aliás fez questão que a escrevessemos para a lermos todos os dias sempre que abrissemos o caderno e pediu que pensássemos nela , que a pusessemos em prática. Acho que ela tinha razão, por vezes sentámo-nos à espera...e esquecemo-nos que as coisas, muitas delas partem de nós.

quarta-feira, 14 de abril de 2010

O Sorriso

Creio que foi o sorriso,
o sorriso foi quem abriu a porta.
Era um sorriso com muita luz
lá dentro, apetecia
entrar nele, tirar a roupa, ficar
nu dentro daquele sorriso.
Correr, navegar, morrer naquele sorriso.  

Eugénio de Andrade


Foi e é certamente o sorriso que me conduz e me faz renascer em cada amanhecer e torna mágicos os momentos e as pessoas.
É o sorriso que vou continuar a procurar sempre em cada rosto que encontre seja ele qual for, por mim...por ela... . Foi ele que me abriu a "porta"  e pintou com algumas cores vivas o meu quadro...
O sorriso é a melhor lembrança que podemos ficar...por isso vou guardá-la sempre, não na memória com medo que esta se apague mas sim no coração.

segunda-feira, 12 de abril de 2010

A pequena...

Ela tinha cabelos aos caracóis caídos sobre os ombros e fazia escapar um sorriso em alguns momentos pelos quais esperava sempre ansiosa. Ansiosa por aquela presença, por aqueles pequenos dias que pareciam ser um sonho numa noite bem maior do que as outras. Ela não sabia sorrir com vontade, aquela vontade que sai bem do fundo, via o mundo por uma janela e as pessoas que passam lá fora nem davam por ela.
Ela não queria acordar do sonho, mas quando sentia os sobressaltos da partida , a pequena queria ser grande e forte para não chorar à despedida. A sua coragem aguentava até que os seus olhos largassem o que nunca pode ter a tempo inteiro. Depois bem escondida e com tempo o seu desabafo em lágrimas aliviava o coraçãozinho e tentara ela desde cedo perceber o porquê? Tentara ela lidar com a perda e muito mais com a saudade.
A pequena já não é assim tão pequena, mas a saudade aperta da mesma forma,  talvez com um pouco mais de calma, de maturidade…mas com o mesmo vazio, com o mesmo sentimento de impotência. O ter e não ter estão de mãos dadas na vida dela.
A pequena continua a ter os caracóis caídos sobre os ombros e a esperar que não a acordem dos sonhos que agarra com tanta ternura…
Presa à mão que lhe deram ela adormece agora bem mais calma.

terça-feira, 6 de abril de 2010

A tua porta

Somam-se quilometros às horas de uma mão, passam nuvens e tecem-se laços de simplicidade. Tudo é o que é. Apenas os olhos vêem de maneira diferente a travessia que se segue.
Olhas para um lado e para o outro da rua,ela está deserta mas voltas a bater à porta, porque sabes que essa porta cujas formas e cores não consegues identificar te cativam e te alimentam o sorriso que fazes florescer mesmo sem te aperceberes.Bates porque sabes que ela se abre sempre e incondicionavelmente.
Volta e meia olhas e apesar da rua ser diferente a porta continua sempre lá...para que possas bater se te apetecer quer seja para sorrires quer seja para chorares...porque sabes que nessa porta entra tudo o que for teu.

terça-feira, 23 de março de 2010

palpitar...

A noite caiu, as energias parecem falhar, mas há um palpitar bem forte e incontrolável deste coração que reage a um pequeno impulso. A bússola da razão está descontrolada, não faz ideia qual será o norte…enquanto o coração bombeia bem forte o sangue que circula nas veias de forma a não deixar o corpo gelar. De quando em vez este palpitar acciona uma visão linda do que me rodeia por mais que o cenário seja escuro. O coração palpita sempre que é preciso este bombear mais forte, para me fazer ganhar força para dar a próxima passada. Aprecio este palpitar…e ânsio-o cada vez mais forte.

domingo, 21 de março de 2010

Morre lentamente...

Morre lentamente quem não viaja
Quem não lê,
Quem não ouve música,
Quem não encontra graça em si mesmo.

Morre lentamente,
Quem destrói seu amor próprio,
Quem não se deixa ajudar.

Morre lentamente,
Quem se transforma em escravo do hábito,
Repetindo todos os dias os mesmos trajectos,
Quem não muda de marca,
Não se arrisca a vestir uma nova cor,
Ou não conversa com quem não conhece.

Morre lentamente,
Quem evita uma paixão e seu redemoinho de emoções,
Justamente as que resgatam o brilho dos olhos,
E os corações aos tropeços.

Morre lentamente,
Quem não vira a mesa quando está infeliz,
Com o seu trabalho, ou amor,
Quem não arrisca o certo pelo incerto,
Para ir atrás de um sonho,
Quem não se permite,
Pelo menos uma vez na vida,
Fugir dos conselhos sensatos…

Pablo Neruda





P.s- Não quis morrer lentamente por isso este fim de semana apesar do cansaço que me devora aos poucos virei a mesa e valeu a pena...vou continuar a virar a mesa sempre que restar um bocadinho de força...tudo porque há momentos que valem muito. POrque vale a pena párar o tempo por um momento.

segunda-feira, 15 de março de 2010



Obrigada aos que me incutiram a vontade de sonhar...de o conseguir fazer e de estarem por perto...no fundo por fazerem parte deste sonho...

domingo, 21 de fevereiro de 2010

Talvez amanha...



Talvez amanha as cores do quadros sejam outras...e o caminho se consiga ver melhor...talvez amanha consiga ver tudo de maneira diferente...mas que o seja para sempre...

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010



Tentar, tentar , tentar...às vezes as forças parecem acabar...mas desistir não deve fazer parte do dicionário de alguém sejam as circunstâncias que for...

domingo, 24 de janeiro de 2010

sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

Hoje...

Não são preciso datas para recordar..contudo estas marcam ainda mais o peso da ausência de quem já partiu e não volta...de quem deixou um sorriso e um aperto de mão...de quem agradeceu com um olhar feliz ... são estas as coisas que pude guardar...tenho-as bem presentes e agarro-as com toda a minha força. É tudo.
Às costas fica a culpa de não ter chegado a tempo...a tempo de cumprir a promessa de mais um momento de conforto enquanto a doença te devorava todos os bocadinhos do corpo...
Sei que me percebes...que não tive culpa...que me agracedes-te o que consegui fazer...por te aquecer nao só as mãos mas a alma...por te dar pequenos momentos antes de não resistires...a ti agradeço os momentos de felicidade que te consegui dar...é com eles que me conforto, com o teu sorriso, com o teu aperto de mão bem forte.
Hoje não vale a pena culpar-me de como as coisas poderiam ter sido...foram como foram...apenas queria saber que palavras me querias dizer e porque nao o fizes-te...Espero que estejas bem seja onde for...
Hoje olho para o céu e sei que tenho mais uma estrela olhar por mim. Uma estrela que me ensinou e me fez feliz...
Ensinaste-me que vale a pena parar o tempo para um momento!Ainda bem o que fiz!

quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

MOnito

Pois dormir é das coisas que me faz muita falta, se nao faz...quando falha dá nisto..fico olhar para pc e para as obras que tenho que comentar como quem sonha de olhos abertos à espera de não sei o que...
Que estado...ter que me despachar e nao conseguir...mas de todo! Valeu apena!ohoh
Isto é um aprova, hei-de lá chegar..devarinho..até amanha de amanha tenho tempo.

domingo, 17 de janeiro de 2010

This is my day...

Exatamente neste dia cá estava eu olhar para o mundo pela primeira vez...às cinco da manhã...fui madrugadora até!É o que posso chamar o meu dia...quem realmente me tem não se esquece!
É a pequena, a miúda, a jovem, a doida( não dei porque ainda),a libelinha,a caramela...uiuiui o melhor é acabar sim sim...mas a morena ta no top.
Não quero falar de mim porque nao gosto de o fazer...quem me conhece sabe a peça que tem, ou pelo menos sabe que sou amiga do meu amigo, que dou muito valor a pequenos grandes momentos!Quem quer acaba por conhecer..nao é facil...mas...este feitio calhou assim!
Apenas quero dizer um obrigada a todos aqueles e aquelas que se cruzaram na minha vida, que de uma forma ou de outra me ensinaram a crescer e a olhar em frente.Que fizeram de mim o que sou!
Hoje já sei olhar para o passado...com saudade sim...muita saudade..alguma dor ...mas sinto-me no virar de uma página e isso é muito bom, foi uma luta com a minha força de vontade aliada aos que caminharam ao meu lado incondicionalmente, aos que me ensinaram a confiar, a acreditar ...a olhar nos olhos!
Hoje a bagagem está renovada, já começa a florescer um sorriso e um pouco de optimismo. O sonho já começa a tomar lugar no meu dicionário.
Quero continuar a seguir o ponto de luz do meu caminho! Nada ficou esquecido,nada!
Apenas aprendi a olhar o céu, a guardar sorrisos, apertos de mão,atitudes...momentos que valem apena ser guardados e recordados...
Agora guardo bem cá dentro o que vale apena ser guardado...o resto ...o resto prefiro nao voltar a tocar...talvez um dia consiga dizer mais alguma coisa...chegar a mais um ponto.Talvez um dia volte a mexer na minha caixa que guarda o que foi possivel guardar...

sábado, 16 de janeiro de 2010



Quem realmente entra no coração dificilmente sai de lá. As pegadas dessas pessoas são bem profundas ...ainda bem que sim!
Valem sempre a pena os momentos!

Hoje foi mais um dia chuvoso. Talvez como tem sido nos ultimos anos nesta altura. Mas tenho obrservado com atenção e concluo que estes dias infiltram-se na minha vida como a chuva na terra. Há marcas que ficam. Assim começo a gostar mais destes dias!
Hoje entre meia duzia de gatos pingados houve uma conversa sincera, proxima e lucidativa e ainda bem que sim. Ainda bem que nos rimos nessa conversa há coisas que nunca pensamos ouvir de alguém, sentimos que estaremos amparados no futuro...e sobretudo que temos uma selva la fora a nossa espera para ir à luta.

Mais do que nunca está na hora de fazer a mochila e coloca-la as costas, de traçar os ultimos caminhos e pegar o mapa na mao!
Está na hora de sonhar e agarrar o sonho com unhas e dentes!

sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

Será que foi ou é imaginação minha??



Não sei se foi imaginação minha o que vi, o que senti...o que vivi...há jogos que ja nao me lembro como se jogam...ha outros que nao sei se quero aprende-los...mas acho que acabo por jogar sem me aperceber...às vezes até ganho...outras ainda ando a tentar perceber as regras...será imaginçaõ minha todo o cenário que hoje se cruza aos meus olhos?

segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

domingo, 10 de janeiro de 2010

Sinto a falta...

Sinto a falta de tantas mas tantas coisas...sinto a falta de sentir falta de umas tantas coisas que nao sei onde e nem como se perderam...sinto a falta de voltar a sentir a falta...será que vou voltar a sentir a falta?
Já algum tempo que sinto a falta de sentir a falta...e agora? Não consigo olhar para o passado e muito menos para o futuro...guias-me?

terça-feira, 5 de janeiro de 2010



Há paragens necessárias para que possamos refletir o caminho a seguir...para passar para tras das costas o que nao importa e encorajar com todos os bons momentos que valeram a pena.São esses que vao dar folgo para continuar este caminho em mais um ano tao deciso como este.

Assim depois de um novo ar algo é certo: há uma vontade de ir